Saturday, April 5, 2008

Requalificacao da baixa de Luanda- Angola

A área circundante do velho edifício dos serviços centrais dos Correios, Telégrafos e Telefones na baixa luandina, poderá vir a merecer uma gigantesca requalificação urbanística sob iniciativa de promotores privados angolanos e estrangeiros, apurou o Expresso África junto de uma fonte do Ministério do Urbanismo e Obras Públicas.

O projecto, avaliado em mais de 100 milhões de dólares, despertou já o interesse de investidores americanos, canadianos, egípcios e alemães.

A fachada principal dos Correios será preservada e na zona traseira, que se estenderá à área da marginal, prevê-se a construção de torres de mais de 20 andares. Os estudos, a cargo de diversos especialistas angolanos, liderados pelo arquitecto Troufa Real, encontram-se em fase avançada. «Estamos a trabalhar para obter direitos de concessão por um período dilatado que nos permita recuperar os investimentos que serão agenciados», disse ao Expresso África um dos promotores do empreendimento.

A proposta final será encaminhada ao Ministério dos Correios e Telecomunicações, que até ao final do ano poderá submeter ao governo para aprovação. Os promotores desta iniciativa pretendem também requalificar o velho edifício Dantas e Valadas, portador do estatuto de património cultural, que desemboca no antigo largo da Portugália, assim como as instalações do Teatro Avenida. Estes projectos, por sua vez, terão ainda de ser alvo de apreciação do Ministério da Cultura, órgão detentor dos direitos patrimoniais de ambos os edifícios.

O reordenamento da área envolvente dos Correios, a edificação da futura sede da Sonangol e da Sonangol Pesquisa e Produção, a construção do novo edifício da BP e ESSO e o projecto de requalificação e ordenamento urbano da zona marginal, cujo arranque está previsto para Agosto próximo, apresentam-se, desta forma, como os novos desafios que se aprestam a alterar, em breve, a geografia urbanística da baixa de Luanda.



Gustavo Costa, em Luanda

No comments: